Aparelhos Ortodônticos são usados para corrigir problemas de maloclusão (má posição dentária) que geram desconfortos funcionais (dificuldades de fala e mastigação, por exemplo) e estéticos em pacientes de várias idades. É inegável que o sorriso fica bem diferente com o uso do aparelho, mas o tratamento é coisa séria e SÓ PODE SER FEITO POR UM DENTISTA. Em diversos camelôs e lojas há comércio de aparelhos como “acessório de moda”, os aparelhos “falsos” são colocados por jovens sem nenhuma formação em odontologia e podem ser um grande perigo.

Como é um tratamento ortodôntico de verdade?

O dentista realiza um exame clínico no consultório, avalia a situação bucal e ouve as queixas do paciente, depois do exame clínico o dentista solicita a “Documentação Ortodôntica” (vários exames que são feitos para diagnóstico e planejamento do tratamento). Com toda a avaliação feita começa o planejamento do tratamento. Normalmente o aparelho só é colocado após a realização de outros tratamentos necessários, como restaurações, extrações e tratamentos endodônticos (canal). Aparelhos ortodônticos utilizam FORÇA MECÂNICA para promover a movimentação dentária, então o profissional irá avaliar, entre outras coisas a força correta (direção e intensidade) a ser utilizada em cada caso, no decorrer de cada tratamento. O aparelho é fixado com resina de uso odontológico. O dentista fará MANUTENÇÕES PERIÓDICAS, onde podem ser feitas trocas das famosas borrachinhas coloridas, de braquetes e arcos.

Como é um aparelho de enfeite?

Com elásticos coloridos e trançados os aparelhos são vendidos pelas redes sociais e em camelôs, são fixados com cola extra forte. Esses aparelhos acabam exercendo força nos dentes sem correta direção e intensidade, podendo fazer com que as raízes “amoleçam”, a cola pode gerar lesões a mucosa e a higienização falha pode, em conjunto com o aparelho de enfeite, ocasionar periodontite, que é uma doença grave da gengiva.